USO DE NANOPARTÍCULAS DO MESOCARPO DO BABAÇU COMO PLATAFORMA PARA ANCORAGEM DE ENZIMAS NO DESENVOLVIMENTO DE BIOSSENSORES: UM MAPEAMENTO TECNOLÓGICO

Ana Siqueira do Nascimento Marreiro Teixeira, Paulo Ronaldo Sousa Teixeira, Carla Eiras

Resumo


A imobilização de enzimas na construção de biossensores torna-se atraente pela capacidade enzimática de catalisar com grande eficiência, reações biológicas com alta sensibilidade e seletividade. A utilização de materiais nanoestruturados, tais como nanopartículas poliméricas, surge como alternativa para aumentar a eficiência da imobilização de enzimas. Dessa forma, surge o interesse na síntese de nanopartículas do mesocarpo do babaçu (Orbignya phalerata Mart), por se tratar de um biopolímero natural, atóxico, facilmente encontrado na região nordeste do País. Diante do relatado, o presente trabalho propõe um estudo prospectivo a respeito do desenvolvimento de um biossensor contendo a enzima polifenol oxidase como monocamada imobilizada, pela técnica de automontagem, sobre a superfície de nanoparticulas poliméricas geradas a partir do mesocarpo de babaçu para detecção de sulfitos em produtos alimentícios, visto que tais compostos são causadores de reações alérgicas em indivíduos que apresentam sensibilidade a este conservante. Para o mapeamento científico e tecnológico, foram realizadas buscas nas bases de periódicos Web of Science, Scopus e Scielo, e nos bancos de patentes INPI, Espacenet e USPTO, para todas patentes depositadas, e artigos publicados no período de 2005 a agosto 2016. A partir dos artigos e patentes analisados, constatou-se que os estudos relacionados ao mesocarpo de babaçu são escassos, sendo que o desenvolvimento de um biossensor para detecção de sulfito a base de nanopartículas poliméricas deste biopolímero como plataforma para a imobilização da enzima polifenol oxidase para pode ser bastante inovador, visto que não foram encontrados relatos na literatura com abordagem parecida.


Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, R. R., Lacerdab, L. G.; Murakamib, F. S. C.; Bannachd, G.; Demiatea, I.M..; Soccol, C. R.; Carvalho Filho, M.A.S., Schnitzler, E. Thermal analysis as a screening technique for the characterization of babassu flour and its solid fractions after acid and enzymatic hydrolysis: Thermochimica Acta, vol. 519, p. 50-54, 2011.

Arbix, G.; Salermo, M. S.; DE Negri, J. A. O impacto da internacionalização com foco na inovação tecnológica sobre as exportações das firmas brasileiras. Dados, Rio de Janeiro, Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj), vol. 48, n. 2, p. 395-442, 2005.

Aulton, M. E. Delineamento de formas farmacêuticas. Porto Alegre: Artmed, 2005.

Bandeira, M. A. M.; Matos, M.E.O.; Matos, F.J.A.; Maia, M.B.S. Contribuição ao estudo químico do coco babaçu. Revista Brasileira de Farmacognosia, p. 27-28,1986.

Berin, M.C.; Sicherer,S. Food allergy: mechanisms and therapeutics. Current Opinion in Immunology, vol 23, p. 794-800, 2011.

Brasil. Ministério da Indústria e Comércio. Secretaria de Tecnologia Industrial. Mapeamento e levantamento do potencial das ocorrências de babaçuais nos estados do Maranhão, Piauí, Mato Grosso e Goiás. Brasília: MIC, 1982.

Cantanhede, L.B. Avaliacão da capacidade de adsorcão do epicarpo de babaçu (Orbygnia phalerata) in natura frente a diferentes adsortivos. Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 115f, 2005.

Chafen, J.J.S; Newberry, S.J.; Riedl, M. A.; Bravata, D.M.; Maglione, M.; Suttorp, M.J.; Sundaram, V.; Paige, N.M.; Towfigh, A.; Hulley, B.J.; Shekelle, P.G. Diagnosing and Managing Common Food AllergiesA Systematic Review. The Journal. American Medical Association, vol. 303, p. 1848-1856, 2010.

Chen, P.Y.; Chi,Y.M.; Yang,H.H.; Y. Shih,Y. Oil Spills Detection and Monitoring Using Airborn Thermal Infrared Remote Sensing in Dalian Xingang Oil Pipeline Explosion, Journal Electroanalytical Chemistry, vol 675, p.1-4, 2012.

Chruszcz, M.; Maleki, S.J.; Majorek, K.A.; Demas, M.; Bublin, M.; Solberg, R.; Hurlburt, B.K.; Ruan, S.; Mattison, C.P.; Breiteneder, H.; Minor, W. J. Structural and immunologic characterization of Ara h 1, a major peanut allergen. The Journal of Biological Chemistry, vol 286, p. 39318-39327, 2011

Dinckaya, E., Sezginiturk, M.K., Akyilmaz, E., Ertas, F.N. Sulfite determination using sulfite oxidase biosensor based glassy carbon electrode coated with thin mercury film. Food Chemistry, vol 101, p. 1540–1544, 2007.

Guisan, J. M. Em Immobilization of Enzymes and Cells; Guisan J. M., ed.; Humana Press: Totowa, 2006, cap. 1.

Hanefeld, U.; Gardossi, L.; Magner, E.; Understanding enzyme immobilisation. Chemical Society Reviews vol.38, p.453-468, 2009

Kim, J.; Grate, J. W.; Wang, P. Nanostructures for enzyme stabilization. Chemical Engineering Science, vol. 61, p. 1017–1026, 2006.

Leung, A.; Kamat, D. CM Chesterton, Alergias alimentares (Ed.): New Research, Nova Science Publishers Inc., p. 91-120, 2008.

Li, X.; Ju, H.; Ding, C.; Zhang, S. Nucleic acid biosensor for detection of hepatitis B virus using 2,9-dimethyl-1,10-phenanthroline copper complex as electrochemical indicator. Analytica Chimica Acta, vol. 582, p.158-163, 2007.

Lopez-Gallego, F.; Montes, T.; Fuentes, M.; Alonso, N.; Grazu, V.; Betancor, L.; Guisan, J. M.; Fernandez-Lafuente, R. Improved stabilization of chemically aminated enzymes via multipoint covalent attachment on glyoxyl supports. Jounal Biotechnology, vol. 116, p. 1-10, 2005.

Lück, E.; Jager, M. Conservación química de los alimentos, caracteristicas, usos, efectos. 2º Edición. Zaragoza: Editora Acribia; 1995.

Machado, R.M, Toledo, M.C. Sulfitos em Alimentos. Brazilian Journal of Food Technol. vol 9, nº 4, p. 265-75, 2006.

Mayer, A.M. Polyphenol oxidase in plants and fungi: A Review. Phytochemistry, vol. 67. p. 2318-2331, 2006

Molinero-Abad,B.; Alonso-Lomillo,M.A.; Dominguez-Renedo,O.; Arcos-Martinez,M.J. Sulfite oxidase biosensors based on tetrathiafulvalene modified screen-printed carbon electrodes for sulfite determination in wine. Analytica Chimica Acta, vol. 812, p.41–44, 2014.

Ng, E.; Nadeau, K.C.; Wang, S.X. Giant magnetoresistive sensor array for sensitive and specific multiplexed food allergen detection. Biosensors and Bioelectronics. vol. 80, p.359–365, 2016

Paterno, L.G.; Mattoso, L.H.C.; JR, O. Filmes poliméricos ultrafinos produzidos pela técnica de automontagem: preparação, propriedades e aplicações. Química. Nova, vol. 24, nº 2, p.228-235, 2001.

Pereira, A.C.; Moura, S.M.; Constant, P.B; Alergia alimentar: sistema imunológico e principais alimentos envolvidos. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde; vol 29, nº 2, p.189-200, 2008.

Perone, C. A. S.; Capobianco, M. P.; Junior, S. P. Determinação de polifenóis (taninos) em produtos alimentícios (chás) usando biossensor de Polifenol oxidase, obtida de extrato bruto da casca de banana nanica (Musa acuminata) e caracterização desse biossensor. Revista do Instituto de Ciências da Saúde; vol 27, nº 1, p.28-34, 2009.

Pizzoferrato. L.; Di Lullo, G.; Quattrucci, E. Determination of free, bound and total sulphites in foods by indirect photometry-HPLC. Food Chemistry. vol 63, nº 2, p.275-79, 1998.

Polônio, M.L.T.; Peres, F. Consumo de aditivos alimentares e efeitos à saúde: desafios para a saúde pública brasileira. Cad Saúde Pública, vol 25, nº 8, p.1653-666, 2009.

Rawal,R.; Chawla,S.; Pundir, C.S. An electrochemical sulfite biosensor based on gold coated magnetic nanoparticles modified gold electrode. Biosensors and Bioelectronics vol. 31, p.144– 150, 2012

Rosatto, S.S.; Freire, R.S.; Dúran, N.; Kubota, L.T. Biossensores amperométricos para determinação de compostos fenólicos em amostras de interesse ambiental. Química Nova, vol 24, nº1, p. 77-86, 2001

Scampicchio, M.; Lawrence, N.S.; Arecchi, A.; Mannino, S. Determination of Sulfite in Wine by Linear Sweep Voltammetry. Electroanalysis, vol 20, nº 4, p.444-47, 2008.

Taiz, L.; Zeiger, E. Fisiologia vegetal. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Teixeira, M.A., Babassu: A new approach for an ancient Brazilian biomass. Biomass & Bioenergy, vol. 32, p. 857-86, 2008.

Wang, J. Nanomaterial-based electrochemical biosensors. Analyst, vol. 130, p.421-426, 2005.

Wu, J. et al. Purification and characterization of polyphenol oxidase from Agarius bisporus. International Journal Food Properties vol. 16, p.1483-1493, 2013.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v8i1.999

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com