Identificação de fatores críticos de sucesso em um projeto colaborativo universidade-empresa: inovação de um componente de refrigeração doméstica

Authors

  • Catarina Erika Saito Universidade Federal de Santa Catarina
  • Álvaro Guillermo Rojas Lezana Universidade Federal de Santa Catarina
  • Paulo Augusto Cauchick Miguel Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v6i2.822

Abstract

Os projetos colaborativos entre universidades e empresas têm sido assunto recorrente em discussões que salientam a importância dessa interação para a criação de inovação e desenvolvimento de uma nação. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo identificar fatores críticos de sucesso em um projeto colaborativo entre universidade e empresa no processo de inovação de um produto. Para a consecução do objetivo, os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com líderes de projeto sendo complementado com a aplicação de questionários para membros da equipe do projeto. A unidade de análise consistiu-se em um projeto colaborativo de pesquisa e desenvolvimento entre uma universidade brasileira, representada por um laboratório de pesquisa e uma indústria de componentes de refrigeração. O resultado mais significativo decorrente do estudo foi que, independentemente da importância atribuída a cada fator, existem fatores considerados influentes para a inovação que não estiveram presentes no projeto analisado. Nesse sentido, concluiu-se que analisar esses fatores é importante para uma gestão eficaz do projeto pelo fato de propiciar um maior suporte na tomada de decisão.

Author Biographies

Catarina Erika Saito, Universidade Federal de Santa Catarina

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - Universidade Federal de Santa Catarina

Álvaro Guillermo Rojas Lezana, Universidade Federal de Santa Catarina

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - Universidade Federal de Santa Catarina

Paulo Augusto Cauchick Miguel, Universidade Federal de Santa Catarina

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - Universidade Federal de Santa Catarina

References

ALBERTIN E. V.; AMARAL D. C. Contexto da parceria como qualificador da gestão de projetos universidade-empresa. Produção, v. 20, n. 2, p. 224-236, 2010.

ALIAS, Z. et al. Determining Critical Success Factors of Project Management Practice: A Conceptual Framework. Procedia-Social and Behavioral Sciences, v. 153, p. 61-69, 2014.

BARNES T.A.; PASHBY I.R.; GIBBONS A.M. Managing collaborative R&D projects development of a practical management tool. International Journal of Project Management, v.24, n. 5, p. 395-404, 2006.

BRASIL. Lei n 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.973.htm>. Acesso em: 7 maio 2012.

CAUCHICK MIGUEL, P.A., SOUSA, R. O Método do Estudo de Caso na Engenharia de Produção. In: CAUCHICK MIGUEL, P.A. (Org). Metodologia de Pesquisa em Engenharia de Produção e Gestão de Operações. 2ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. p. 131–148

CLOSS L.; et al..Organizational Factors that Affect the University-Industry Technology Transfer Processes of a Private University. Journal of Technology Management & Innovation, v. 7, n.1, p. 104-117, 2012.

DAVILA, T.; EPSTEIN, M. J.; SHELTON, R. As regras da inovação. Porto Alegre: Bookman, 2007.

FREEMAN, C.; SOETE L. A economia da inovação industrial. (Col. Clássicos da Inovação), Campinas: Editora Unicamp, 2008.

HWANG, B. G.; LIM, E. S. J. Critical Success Factors for Key Project Players and Objectives: Case Study of Singapore. Journal of Construction Engineering and Management, v. 139, n. 2, p. 204-215, 2013.

LAGZIAN, F. ABRIZAH, A.; WEE, M. C. An identification of a model for digital library critical success factors. The Electronic Library, v. 31, n. 1, p. 5-23, 2013.

MARTINS, F. A.; SANTANA, J. R. Mecanismos de interação universidade-empresa: uma iniciativa no setor de P&G do Estado de Sergipe. Revista GEINTEC, v. 3, n.3, p. 84-102, 2013.

MORA-VALENTIN E. M.; MONTORO-SANCHEZ A.; GUERRAS-MARTIN L. A. Determining factors in the success of R&D cooperative agreements between firms and research organizations. Research Policy, v. 33, n. 1, p. 17-40, 2004.

NAGANO, M.S.; STEFANOVITZ, J.P.; VICK, T.E. Caracterização de Processos e Desafios de Empresas Industriais Brasileiras na Gestão da Inovação. Revista Brasileira de Gestão e Negócios, v. 16, n. 51, p. 163-179, 2014.

OECD – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Manual de OSLO: diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3ª ed. Paris: OECD, 2005. Disponível em: < http://www.mct.gov.br/upd_blob/0026/26032.pdf>. Acesso em 5 maio 2012.

ORDUNA-MALEA, E.; AYTAC, S. Revealing the online network between university and industry: the case of Turkey. Scientometrics, p. 1-18, 2015.

ROCKART, J. F. Chief Executives Define Their Own Data Needs. Harvard Business Review, p. 81-92, 1979.

SUGANDHAVANIJA P. et al. Determination of effective university-industry joint research for photovoltaic technology transfer (UIJRPTT) in Thailand. Renewable Energy, v. 36, n. 2, p. 600-607, 2011.

THUNE T. Success Factors in Higher Education–Industry Collaboration: A case study of collaboration in the engineering field. Tertiary Education and Management, v. 17, n. 1, p. 31-50, 2011.

TRIVINÕS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. 1 ed., São Paulo: Atlas, 2012.

UN C. A.; CUERVO-CAZURRA A. & ASAKAWA K. R&D Collaborations and Product Innovation. Journal of Product Innovation Management, v. 27, n. 5, p. 673-689, 2010.

Published

2016-06-14

Issue

Section

Innovative science and technology